Observação em La Palma: dia 2

A paisagem típica de uma montanha vulcânica

A paisagem típica de uma montanha vulcânica

Escrito em 18/04/2014

Depois de um longo dia de viagens bastante cansativas, tudo o que eu mais precisava era de uma boa noite de descanso, que infelizmente não aconteceu. Eu costumo ter dificuldades para dormir em lugares diferentes, e por isso meu sono foi bastante fragmentado, mas acredito que foi suficiente. Nosso grupo se reuniu para tomar café da manhã por volta das 10 horas e pouco depois para o almoço, e novamente estes não deixaram a desejar. Às vezes até parece ser uma tradição que observatórios têm que ter comida boa.

Uma das coisas que mais me saltou aos olhos quando o Sol estava a pino foi a paisagem local. Eu nasci nas velhas montanhas basálticas do sudeste brasileiro, e visitar uma ilha vulcânica no meio do Atlântico é um choque e tanto. Devido à altitude e baixa umidade, a vegetação consiste de basicamente arbustos e plantas rasteiras. O chão é coberto por pedregulhos e rochas que mais parecem uma “espuma sólida”, que são formadas quando se formam bolhas de gás no magma em resfriamento. A fauna local não parece ser muito diversa: durante a manhã até o começo da tarde, é possível ouvir um constante zunido de abelhas e mamangabas (bumblebees), surpreendentemente amigáveis. Mas o animal que mais me impressionou foi um corvo gigante que sobrevoou minha cabeça quando eu saí do meu quarto de manhã: as suas asas batendo faziam o som de espadas que cortam o ar.

À tarde, fomos conhecer o telescópio em que vamos trabalhar nos próximos dias: o Isaac Newton Telescope, ou INT para os íntimos. Ele é bastante antigo, então toda a sua estrutura me lembrou bastante do maior telescópio no Observatório do Pico dos Dias, só que em escalas maiores. Logo depois, fomos recebidos no William Herschel Telescope, um dos maiores no observatório de La Palma, com 4,2 metros de diâmetro. A sua estrutura massiva era quase hipnótica, e era impossível não se sentir um pouco intimidado.

Telescópio Isaac Newton, no Observatório de Roque de Los Muchachos

Telescópio Isaac Newton, no Observatório de Roque de Los Muchachos

VIsta do alto da cúpula do telescópio William Herschel. Sim, aquilo lá embaixo é uma van.

VIsta do alto da cúpula do telescópio William Herschel. Sim, aquilo lá embaixo é uma van.

Ao entardecer, iniciamos os preparativos para a nossa primeira observação oficial da semana. Os primeiros passos foram fazer os procedimentos iniciais necessários para o funcionamento do INT e da wide-field camera, como o preenchimento do sistema de resfriamento com nitrogênio líquido, o alinhamento do telescópio e algumas calibrações de engenharia. Os mais familiarizados com astronomia provavelmente já devem conhecer muito bem os próximos passos, que foram obter sky flats e dark frames, que basicamente servem para calibrar o CCD e eliminar imprefeições e artefatos do detector.

Infelizmente, nesta noite nós sofremos com o mal que cedo ou tarde acomete qualquer astrônomo que trabalha no espectro visível: o mau tempo. Aparentemente a noite foi ruim não somente para nós, mas também para a equipe de Leiden, que está aqui para observar trânsito de exoplanetas no mesmo telescópio. Por outro lado, as nuvens proporcionaram uma composição interessante para fotos do céu noturno.

Júpiter e a constelação de Gêmeos em uma noite nublada

Júpiter sobre a constelação de Gêmeos em uma noite nublada

Anúncios

Fique à vontade para comentar, aqui não há certo ou errado, nem censura de ideias. Mas, por favor, seja claro e, acima de tudo, use pontuação. Comentários ininteligíveis ou ofensivos não serão publicados.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s