Previsão celeste semanal (22 a 28/09/2012)

Júpiter e suas luas na madrugada do dia 25, visto através de um telescópio (simulação)

Esta previsão celeste está sendo feita para um local na latitude 22° S (ou -22°), para objetos visíveis a olho nu e/ou com binóculos. Quanto mais afastado você estiver desta latitude, mais deslocado para o sul ou norte será o posicionamento dos objetos no céu. As diferenças são particularmente evidente na observação de satélites e ocultações, cujas posições no céu variam ainda mais.

Dicas: para maiores detalhes da localização de objetos no céu, eu recomendo o uso do programa gratuito Stellarium. Se você tem binóculos ou telescópio, procure fazer suas observações quando os objetos estiverem no seu ponto mais alto no céu, pois perto dos horizontes as imagens ficam distorcidas.

Planetas

Marte e Saturno ao anoitecer no horizonte oeste

  • Mercúrio: está muito perto do Sol e não estará visível até outubro.
  • Vênus: localizado entre as constelações de Câncer e Leão, nasce às 4h no horizonte leste; é o terceiro objeto mais brilhante no céu
  • Marte: localizado na constelação de Libra, se põe às 21h no horizonte oeste; a olho nu, assemelha-se a uma estrela vermelha que não pisca
  • Júpiter: localizado na constelação de Touro, nasce às 23h30 no horizonte leste; é o quarto objeto mais brilhante no céu
  • Saturno: localizado na constelação de Virgem, se põe às 19h20 no horizonte oeste; a olho nu, assemelha-se a uma estrela amarelada que não pisca

Júpiter, Vênus e algumas constelações e estrelas famosas no horizonte leste, no fim da madrugada

Lua

A Lua estará na fase quarto crescente no dia 22, às 16h26. Esta semana ainda será boa para observação de estrelas pouco brilhantes e objetos de céu profundo, mas à medida que a Lua aumentar o seu brilho, estes objetos serão difíceis, senão impossíveis de se observar.

Estrelas e constelações

  • Sirius: nasce no horizonte leste à 12h30, na constelação de Cão Maior; é a estrela mais brilhante do céu
  • Canopus: nasce no horizonte sudeste às 22h30, na constelação de Carina; é a segunda estrela mais brilhante do céu
  • Alfa Centauri: se põe no horizonte sul às 23h30, na constelação do Centauro; é a estrela mais próxima do Sistema Solar, e é possível identificar sua natureza binária com a ajuda de um telescópio
  • Betelgeuse: nasce no horizonte leste à 00h30, na constelação de Órion; é uma gigante vermelha que está na iminência de explodir em supernova
  • Aglomerado de Plêiades: nasce no horizonte nordeste às 22h40, na constelação de Touro; é um aglomerado aberto facilmente visível a olho nu, com estrelas bastante jovens e brilhantes
  • Sagitário e Escorpião: essas duas constelações estarão visíveis no céu desde o anoitecer (entre o zênite e o horizonte oeste) até o início da madrugada; esta é a região do céu onde fica o centro da Via Láctea, e possui vários aglomerados que podem ser vistos a olho nu, com binóculos ou telescópios
  • Cruzeiro do Sul: se põe no horizonte sul às 21h30, é facilmente identificável, localizada perto das estrelas Alfa e Beta Centauri

Objetos de céu profundo

  • Grande Nebulosa de Órion: nasce no horizonte leste à 00h40, na constelação de Órion; é uma nebulosa de formação estelar facilmente visível a olho nu (parece uma estrela borrada), e com uma beleza magnífica em binóculos e telescópios
  • Galáxia de Andrômeda: nasce no horizonte nordeste às 20h30, na constelação de Andrômeda; é uma galáxia vizinha da Via Láctea que está tão perto de nós, que em locais de céu bastante escuro pode ser vista a olho nu
  • Nuvens de Magalhães: localizadas no horizonte sul durante toda a noite (dependendo da sua latitude), entre as constelações de Tucano e Dourado, esses objetos são duas galáxias satélites que podem ser percebidas a olho nu em locais de céu bastante escuro
  • Aglomerado de Ptolomeu: localizado entre a cauda do Escorpião e Sagitário, este aglomerado pode ser visto a olho nu como uma mancha borrada no céu, e com ajuda de binóculos ou um telescópio, exibe uma beleza ímpar de estrelas gigantes que acabaram de nascer

Galáxia de Andrômeda, Plêiades e Nebulosa de Órion

Nuvens de Magalhães

Chuvas de meteoros

  • Gamma Piscids: radiante na constelação de Peixes, com pico previsto para o dia 23 e Taxa Horária Zenital (THZ) de 3. A melhor hora para observação é entre as 23 e 2h.

Satélites

  • Estação Espacial Internacional (ISS): passará sobre a região sudeste nos dias 27 e 28, e estará visível ao noitecer (entre 19 e 19h50), com magnitude entre -0,7 e -1,2 (tão brilhante quanto Sirius).
  • Telescópio Espacial Hubble (HST): visível nos dias todas as madrugadas, entre 4 e 5h da manhã, com magnitude entre 0,8 (mais brilhante que a estrela Vega) e 3,0 (visível em locais com pouca poluição luminosa).

Existem muitos satélites orbitando a Terra, e praticamente toda noite é possível ver um cortando o céu ao anoitecer ou ao amanhecer (eles refletem a luz do Sol que ainda está se pondo/nascendo), basta que você olhe para o céu e tenha um pouco de sorte ;) Consulte este tópico para saber mais detalhes e como observar objetos próximos à Terra.

Boa observação!

Anúncios

Fique à vontade para comentar, aqui não há certo ou errado, nem censura de ideias. Mas, por favor, seja claro e, acima de tudo, use pontuação. Comentários ininteligíveis ou ofensivos não serão publicados.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s