Top 5 artigos científicos muito bizarros

Na carreira científica, os pesquisadores costumam divulgar os resultados de seus trabalhos em artigos publicados em revistas ou periódicos especializados em algum assunto específico.

Existem vários tipos de pesquisas científicas sendo feitas por aí, e, acredite, algumas delas são muito mais bizarras do que física quântica. Prova disso são os artigos que acabam surgindo na literatura, até mesmo em revistas e periódicos bem renomados.

Apresento aqui 5 artigos científicos que realmente me espantaram bastante, seja pela bizarrice ou pelo tom zombeteiro. Lembre-se que não é fácil surpreender um estudante de Física!

5 – Ultrasonic Velocity in Cheddar Cheese as Affected by Temperature (A. Mulet, J. Benedito and J. Bon; Journal of Food Science; 1999)

Neste trabalho, os pesquisadores estudaram a velocidade ultrasônica no queijo Cheddar com objetivo de avaliar a sua relação com a temperatura, e seus resultados poderiam ser usados para o planejamento de processos de aquecimento e resfriamento do queijo.

4 – Farting as a defence against unspeakable dread (M. Sidoli, M. D.; Journal of Analytical Psychology; 1996)

Apesar do título engraçado para o artigo, esta médica estudou o comportamento de um bebê adotado e severamente perturbado, que nasceu prematuro. Ele sofreu várias hospitalizações e procedimentos cirúrgicos, e depois teve sua guarda negada para a mãe. O bebê literalmente soltava gases para envolver seu corpo com um cheiro que era familiar, uma forma de defesa da sua personalidade.

3 – Chickens Prefer Beautiful Humans (S. Ghirlanda, L. Jansson, M. Enquist; Human Nature; 2002)

Estudantes da Universidade de Estocolmo treinaram frangos para reagir a rostos femininos comuns, e não a rostos masculinos comuns. Na pesquisa, os animais mostraram preferências consistentes com a preferência sexual humana, sugerindo que a reação humana se deve muito mais a propriedades do sistema nervoso do que adaptações específicas do rosto.

2 – Pressures Produced When Penguins Pooh: Calculations on Avian Defaecation (Meyer-Rochow, V. B.; Gal, J.; Polar Biol; 2003)

Neste trabalho, os autores (estudantes de engenharia e ciências) utilizaram princípios de Física para calcular a pressão gerada dentro do sistema digestivo de um pinguim. Eles também descreveram como é o processo de evacuação das aves: “Eles [os pinguins] se levantam, vão até a beira do ninho, viram o corpo, agacham-se, e defecam”.

1 – Rectal Impaction Following Enema with Concrete Mix (Peter J. Stephens, M.D., Mark L. Taff, M.D.; American Journal of Forensic Medicine and Pathology; 1987)

Este artigo ganha o prêmio de mais bizarro de todos que já vi. Médicos reportaram o caso de um homem homossexual de 20 anos que chegou ao pronto-socorro do hospital reclamando de dor retal. Ele não apresentava sinais de intoxicação e o teste de álcool no sangue foi negativo; exames posteriores mostraram a presença de uma massa rígida no reto. Depois de uma sessão de questionamento, o jovem relatou que 4 horas antes ele e seu namorado fizeram uma mistura de concreto, que depois foi inserido no… enfim, o material endureceu e ficou lá. Foi necessário um procedimento cirúrgico para a retirada do “enema de concreto”.

O resumo do artigo original se encontra neste link. Tem 2 imagens, mas eu não recomendo que pessoas sensíveis vejam.

Anúncios

Fique à vontade para comentar, aqui não há certo ou errado, nem censura de ideias. Mas, por favor, seja claro e, acima de tudo, use pontuação. Comentários ininteligíveis ou ofensivos não serão publicados.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s